Desculpas de Correntes de Vento e de Jato (Jet Stream) Usada por Terraplanistas Para Explicar Durações de Voos

As durações dos voos ajudam a representar as distâncias entre as cidades e desmascaram facilmente a Terra plana. Os Terraplanistas inventaram as “explicações” de que as discrepâncias das durações dos voos no modelo da Terra plana são causadas por ventos e correntes de jato (em inglês: Jet Stream).

Mas na verdade, a velocidade do vento exigida em tal cenário excede em muito a velocidade típica da corrente de jato. Além disso, o vento não afeta rotas semelhantes da mesma maneira no modelo da Terra plana. E podemos facilmente explicar as diferenças de velocidade do vento calculando a média das durações dos voos em ambas as direções. Continue lendo “Desculpas de Correntes de Vento e de Jato (Jet Stream) Usada por Terraplanistas Para Explicar Durações de Voos”

Toronto

O horizonte de Toronto, no Canadá, é visível do outro lado do Lago Ontário, inclusive das cidades de Hamilton e Niagara-on-the-Lake, bem como do Parque Nacional Fort Niagara. No entanto, apenas sua parte superior é claramente visível, consistente com o modelo da Terra esférica.

As partes superiores do horizonte são a menos afetadas pela refração atmosférica e mais claramente visíveis. E quanto mais próximo do horizonte, maior é o efeito da refração atmosférica. Existem alguns edifícios de cores mais brilhantes que aparecem acima de onde deveriam estar. Esse é o fenômeno da iminência se parecerem na vertical ou miragem superior se estiverem de cabeça para baixo. Continue lendo “Toronto”

Almirante Byrd: “Uma área tão grande quanto os Estados Unidos do outro lado do pólo sul”

Segundo a maioria dos Terraplanistas, o continente antártico não existe. Em sua imaginação, a Antártida não é um continente, mas sim um longo muro de gelo que circula a Terra. Sem ter nada para provar essa suposição, eles procuram em qualquer lugar por qualquer citação que puderem e caíram nessa citação do Almirante Byrd:

“Por incrível que pareça, ainda resta no mundo hoje, uma área tão grande quanto os Estados Unidos, que nunca foi vista por um ser humano. E isso está além do pólo, do outro lado do pólo sul da Little America.” Continue lendo “Almirante Byrd: “Uma área tão grande quanto os Estados Unidos do outro lado do pólo sul””