Hipótese inválida para a observação de um objeto distante

Os Terraplanistas adoram observar a visibilidade de um objeto distante. Mas a observação nunca pode provar que a Terra é plana.

A observação de um objeto distante chega mais perto de provar que a Terra é esférica e com um raio de 3959 milhas que uma Terra plana. Uma Terra plana é apenas uma das várias possibilidades, mas ainda é possível que a Terra seja esférica, só que muito maior. Continue lendo “Hipótese inválida para a observação de um objeto distante”

Conspiração Global

Alguns Terraplanistas usam o que eles chamam de conspiração global como uma “desculpa” para abandonar um debate perdido. Ao serem encurralados, os Terraplanistas nos dirão que a Terra plana é uma “teoria” em andamento; é normal que esteja incompleto, por enquanto. “Mas o mais importante é descobrir a conspiração global e salvar o mundo desses poucos inescrupulosos!”

Na verdade, a teoria da conspiração global é apenas um dos tantos conceitos inventados para impedir que a Terra plana pareça ser falsa. Continue lendo “Conspiração Global”

Mencionando a NASA em argumentos sobre a forma da Terra

A raça humana sabe que a Terra é esférica desde pelo menos o século III aC, muito antes do primeiro voo espacial e antes da fundação da NASA. Os Terraplanistas não têm escolha a não ser difamar a NASA para defender a crença na Terra plana, mas não há necessidade de confiar na NASA para sabermos que a Terra é esférica.

Se os Terraplanistas desejam manter sua crença em uma terra plana, eles precisam inventar “explicações” elaboradas sobre o porquê de imagens da Terra esférica serem tiradas do espaço. É a razão pela qual a NASA é frequentemente mencionada em seus argumentos. Eles não têm escolha a não ser caluniar a NASA e acusá-la de mentir. Para apoiar suas afirmações, eles inventaram vários cenários elaborados que consideram “fato” com um mínimo de evidências. Sem acreditar em tais cenários, é impossível alguém acreditar em uma Terra plana. Continue lendo “Mencionando a NASA em argumentos sobre a forma da Terra”

Evidência fotográfica

Uma unica fotografia não é suficiente para provar que as coisas ou eventos na foto são reais. A realidade das coisas ou eventos precisa ser determinada usando o raciocínio indutivo, onde várias informações são consideradas e avaliadas em conjunto.

Os Terraplanistas costumam afirmar que consideramos certas coisas ou eventos reais apenas a partir de evidências fotográficas. Na realidade, existem outras informações além das próprias fotografias que foram consideradas e nos levaram a aceitar que as coisas ou eventos são reais, sem qualquer dúvida razoável. Continue lendo “Evidência fotográfica”

Falsa dicotomia

Uma falsa dicotomia ou falso dilema é uma falácia lógica que envolve apresentar duas visões, opções ou resultados opostos de tal maneira que parecem ser as únicas possibilidades: se uma é verdadeira, a outra deve ser falsa. Na verdade, pode haver muitas opções intermediárias ou alternativas, não apenas duas mutuamente exclusivas.

Os Terraplanistas gostam de “refutar” a Terra esférica usando sua própria ignorância sobre vários assuntos. Então eles considerariam sua crença errônea de que a Terra esférica foi refutada como “prova” de que a Terra é plana. Esse é um raciocínio falacioso, porque a Terra pode ter outra forma. Continue lendo “Falsa dicotomia”

A falácia da declaração de conversão

A falácia da declaração de conversão é feita quando alguém aceita uma declaração de conversão como válida sem realmente ouvir um motivo da conversão.

Os Terraplanistas costumam dizer aos outros que costumavam acreditar que a Terra é um globo, mas agora “são iluminados” e acreditam em uma Terra plana. Tudo isso apenas nos diz que eles mudaram de idéia. Aceitar isso como prova de uma Terra plana estaria cometendo a falácia da declaração de conversão. Continue lendo “A falácia da declaração de conversão”

Senso comum: não é uma indicação confiável da verdade

Algo “faria sentido” se parecer correto de acordo com nossa experiência pessoal. Mas o senso comum pode enganar. O senso comum depende de nossa própria experiência, que tem um escopo muito limitado. Para muitas coisas, nosso senso comum não é um indicador confiável da verdade.

Os Terraplanistas costumam explorar as deficiências do nosso senso comum. Eles dizem algo como “Parece plano, então é plano!” Alguns de nós são vítimas desse esquema e fariam a conclusão de um mero palpite no lugar de observações mais completas e exaustivas. Continue lendo “Senso comum: não é uma indicação confiável da verdade”

Apelo ao ridículo

O apelo ao ridículo é uma falácia que apresenta os argumentos dos oponentes como absurdos, ridículos ou engraçados, tornando o oponente e seus argumentos o objeto de uma piada.

A Terra Plana carece de bases científicas, e os Terraplanistas não têm escolha e geralmente acabam cometendo o apelo ao ridículo em algum momento. Por outro lado, argumentos científicos reais são feitos sem ridicularizar os argumentos de outros. Continue lendo “Apelo ao ridículo”

Respeito mútuo

Ocasionalmente, alguns Terraplanistas pediam muito e exigiam que a comunidade científica e profissional os tratasse com respeito e os levasse a sério. Eles pedem a todos que os respeitem, porque somente com respeito mútuo, seria possível que todos entendessem e determinassem a real forma da Terra.

Tal atitude é o que é esperado pelo público em geral. No entanto, o respeito funciona nos dois sentidos. Se um Terraplanista começar a respeitar os cientistas, profissionais e o público em geral, não seria mais possível manter sua crença em uma Terra plana. A difamação infundada para muitas pessoas vem em um pacote na crença de uma Terra plana e nunca pode ser separada. Continue lendo “Respeito mútuo”

Como “provar” que uma bola de basquete (ou qualquer objeto esférico) é plana

Se fossemos ampliar a superfície de qualquer objeto esférico com ampliação suficientemente grande, então, em algum momento, ele pareceria plano. Isso pode ser facilmente demonstrado usando uma lente macro como o Redditor ‘Useless-Pickles’ fez. Ele ampliou a superfície de uma bola de basquete usando uma lente macro extrema como uma demonstração filosófica. Continue lendo “Como “provar” que uma bola de basquete (ou qualquer objeto esférico) é plana”

Apelo à definição

A falácia do ‘apelo à definição’ é usar a definição de um termo para apoiar um argumento como se o termo não pudesse ter outros significados ou mesmo significados conflitantes. Terraplanistas frequentemente usam essa falácia, por exemplo, sobre a palavra “teoria”.

Um problema de interpretação pode ocorrer quando um termo é interpretado incorretamente comum significado diferente do pretendido. Um esclarecimento simples deveria corrigir rapidamente o problema. O apelo à definição surge quando o esclarecimento é recusado, e a pessoa insiste em usar o significado errado e não intencional do termo, e usa-o para sustentar seus argumentos. Continue lendo “Apelo à definição”

A falácia da única prova

A falácia da ” única prova” ocorre quando alguém rejeita provas esmagadoras por causa da falta de evidências muito específicas e declara o argumento inteiro como inválido.

Um truque comum dos Terraplanistas é exigir provas irrealistas da Terra esférica. Depois que sua demanda não é atendida, eles dirão que a Terra não é uma esfera, e convenientemente ignora todas as outras evidências da Terra esférica. Continue lendo “A falácia da única prova”

Terra Plana e a Falácia do Fato isolado

Terraplanistas muitas vezes cometem a falácia da “Generalização precipitada”. Eles tirariam uma conclusão com base em uma amostra limitada. Às vezes eles chegam a tirar a conclusão com base em um caso isolado, e isso se torna a falácia do “fato solitário”.

Além disso, eles escolheriam deliberadamente casos que apóiam sua posição e os usariam para refutar os outros casos que são contra sua posição. Continue lendo “Terra Plana e a Falácia do Fato isolado”

Os experimentos e teorias de Einstein

Albert Einstein usou experimentos  como uma ferramentas para formular suas teorias. Suas teorias forneceram previsões que podem ser testadas em experimentos. Ele não realizou a observação e experimentou a sozinho. Outros cientistas fizeram e confirmaram suas teorias.

Alguns Terraplanistas desconsideram as teorias de Einstein – especialmente aquelas sobre a gravidade – com base no fato de que elas são baseadas em experimentos idealizados. Mas eles estão errados. Suas teorias foram repetidamente confirmadas por vários experimentos e observações realizadas por muitos. Continue lendo “Os experimentos e teorias de Einstein”

Argumento da Incredulidade

argumento da incredulidade ocorre quando alguém se recusa a aceitar um argumento simplesmente porque não pode entendê-lo. Essa é uma falácia lógica usada com muita frequência pelos Terraplanistas.

A forma geral da falácia:

  • Premissa 1: não consigo entender como X pode acontecer
  • Premissa 2 (não declarado): Se X acontecer, posso entender como isso pode acontecer
  • Conclusão: X é falso.

Continue lendo “Argumento da Incredulidade”

Viés de confirmação

Os seres humanos têm vieses cognitivos que podem afetar nossos argumentos. Um desses vieses cognitivos é o viés de confirmação. Devido ao viés de confirmação, tendemos a buscar as informações que confirmam nossas crenças pré-existentes.

O viés de confirmação é um fato, e todos os humanos o têm. O viés de confirmação pode resultar em diferentes opiniões subjetivas de um assunto diferente. Uma característica de qualquer pseudociência – como o conceito de Terra plana – é que eles não tentam minimizar o viés de confirmação, mas na verdade o encorajam. Continue lendo “Viés de confirmação”

Apelo ao CGI: segunda forma

Outra falácia relacionada à CGI regularmente cometida por Teraplanistas, tem a forma geral de:

  • Observação: não há foto ou vídeo do objeto ‘X’ que não seja feito com CGI.
  • Conclusão: ‘X’ não existe.

Isso é inválido por dois motivos:

  1. Um objeto real ainda é real, mesmo que ninguém tenha tirado uma foto dele.
  2. A premissa em si pode ser inválida porque pode haver alguém que tenha uma foto do objeto, e o perpetrador da falácia simplesmente não tem consciência de sua existência.

Continue lendo “Apelo ao CGI: segunda forma”

Apelo ao CGI: primeira forma

Uma falácia lógica comumente cometida pelas vítimas da ideologia da Terra plana é relacionada ao CGI. CGI – ou imagens de computação gráfica – é o uso de computadores para produzir imagens ou vídeos realistas.

Como essa falácia é muito comum entre os Terraplanistas, vamos dar a ela o nome “apelo ao CGI”. Seu argumento tem a forma geral de:

  • Observação: uma foto ou vídeo de um objeto ‘X’ é feito com CGI
  • Conclusão: ‘X’ não existe.

Continue lendo “Apelo ao CGI: primeira forma”

A Filosofia do CGI

Quando uma foto da Terra esférica é apresentada para os Terraplanistas, eles a classificam como CGI em um piscar de olhos; mesmo que eles não tenham feito nenhuma análise. Eles fazem isso porque sua crença na Terra plana é baseada em evidências, e qualquer evidência contrária ao que eles acreditam precisa ser invalidada, não importa como.

Eles estão tão acostumados a fazer isso, que as vezes isso se torna confuso para si mesmos, a ponto de darem o menor indício de manipulação digital de qualquer imagem da Terra como evidência da Terra plana. Continue lendo “A Filosofia do CGI”