Cruzeiro do Sul

Featured Video Play Icon

O Cruzeiro do Sul ou Crux pode ser observada a partir do sul em 26°N, e é sempre visível ao sul em 26°S. Em uma Terra plana, ela deve ser visível das partes externas da Terra ao mesmo tempo, mas não das áreas centrais, refutando o modelo da Terra plana. A visibilidade do Cruzeiro do Sul é apenas consistente com o modelo esférico da Terra. Continue lendo “Cruzeiro do Sul”

Ursa Maior

Featured Video Play Icon

A Ursa Maior é uma constelação brilhante na esfera celeste do norte. Ela é sempre visível a norte em 41°N e escondida a sul em 41°S. Os Terrraplainstas perceberam que a Ursa Maior é visível durante todo o ano e usam o fato para “provar” uma Terra plana. Na realidade, a visibilidade da Ursa Maior depende da latitude do observador. Continue lendo “Ursa Maior”

Geometria da Lua cheia

Algumas pessoas estão confusas com o fato da lua cheia ser visível a noite toda, e pensam que se a lua cheia é o resultado da oposição da lua sobre o sol, então a lua cheia deve ser visível apenas à meia-noite.

Os Terraplanistas que têm esse problema de visualização espacial dão um passo além e o usam como “evidência” de que a Terra não é uma esfera. Mas eles estão enganados. O fenômeno da lua cheia pode ser facilmente explicado no modelo esférico da Terra. Continue lendo “Geometria da Lua cheia”

Determinando a visibilidade de uma estrela a partir de sua declinação e a latitude do observador

Podemos determinar se uma estrela é visível a partir de uma localização específica usando a declinação da estrela e a latitude do observador, sujeito a outras condições como a topologia do observador, a magnitude da estrela, condições climáticas, etc. É possível fazer isso pois a Terra é esférica.

Se a Terra fosse plana, todas as estrelas deveriam ser visíveis a noite toda de qualquer lugar. Nós não vemos as mesmas estrelas todas as noites porque algumas delas estão abaixo do horizonte e são obscurecidas pela Terra. Continue lendo “Determinando a visibilidade de uma estrela a partir de sua declinação e a latitude do observador”

Fases da Lua: A Sombra da Terra não tem nada a ver com isso

Pode ser surpreendente que muitas pessoas acreditem que as fases da lunar são causadas pela projeção da sombra da Terra na superfície da Lua. Terraplanistas não são uma exceção. Mas eles vão além disso e usam o equívoco para “refutar” o fato de que a Terra ser esférica. Mas eles estão enanados. As fases lunares são uma porção da Lua iluminada pelo Sol, vista de uma determinada perspectiva.

Por outro lado, o fenômeno em que a Terra projeta sua sombra na superfície da Lua é chamado de eclipse lunar. A fase da lua ocorre o tempo todo e passa por um ciclo mensal, enquanto um eclipse lunar acontece apenas algumas vezes ao ano. Continue lendo “Fases da Lua: A Sombra da Terra não tem nada a ver com isso”

Observações de manchas solares de vários locais na Terra

As manchas solares são manchas mais escuras na superfície do sol. O local onde as manchas solares aparecem é imprevisível, mas a aparência das manchas solares é sempre a mesma quando observada de qualquer lugar na Terra; somente a posição é diferente na localização diferente do observador. Observadores na posição oposta da Terra irão ver as manchas solares invertidas. A razão é que a Terra é esférica. Quaisquer dois observadores na superfície da Terra não estão em uma Terra plana. Continue lendo “Observações de manchas solares de vários locais na Terra”