A direção do Qibla prova que a Terra é esférica

Featured Video Play Icon

Os muçulmanos fazem suas orações em frente ao Qibla – ou a direção para a Caaba em Meca, na Arábia Saudita. A direção do Qibla é tradicionalmente determinada a partir da direção do Sol quando o Sol está diretamente acima da Caaba. Se durante o tempo o Sol estiver visível, indicará a direção do Qibla.

Se os resultados da observação forem desenhados no chamado “mapa da Terra plana”, o Qibla não apontará consistentemente para a Caaba. Somente o cálculo usando o modelo esférico da Terra nos dará resultados consistentes que se ajustam a séculos de observação, de vários locais da Terra. A razão é que a Terra é esférica. Continue lendo “A direção do Qibla prova que a Terra é esférica”

Voo antipodal: Auckland – Madri

Featured Video Play Icon

Auckland na Nova Zelândia e Madri na Espanha são um par quase antipodal. Ambos estão localizados nos pontos diametralmente opostos um do outro na superfície da Terra. Portanto, podemos voar de Auckland em qualquer direção e chegar a Madri depois de percorrer uma distância aproximadamente semelhante, independentemente da direção adotada.

Qualquer voo entre um par antipodal tem uma duração semelhante, mesmo que os diferentes vôos tenham direções diferentes. Este fato é apenas consistente com o modelo da Terra esférica e não pode ser explicado em um modelo de Terra plana. Continue lendo “Voo antipodal: Auckland – Madri”

Jogos Semânticos “A Terra é Esférica”

A Terra é esférica, mas não perfeitamente esférica. Seu diâmetro é mais longo no equador do que entre os dois pólos. A forma é chamada de “esferóide oblato”. A diferença entre os dois diâmetros é pequena, apenas cerca de 0,33%. É perfeitamente coerente dizer que a Terra é redonda ou esférica.

Alguns Terraplanistas levam esse assunto muito a sério. Eles acham que, se for esse o caso, não podemos dizer que a Terra é esférica. Mas eles estão errados. Se não podemos dizer que a Terra é esférica, não podemos descrever todos os outros objetos esféricos como esféricos, porque nada é perfeitamente esférico. Continue lendo “Jogos Semânticos “A Terra é Esférica””

Um copo de água

A superfície da água em um copo de água é praticamente plana. Alguns Terraplanistas afirmam que essa é uma “evidência” de que a superfície da água é plana e sempre será plana, não importando a largura do recipiente. Mas eles estão enganados.

Se a Terra for uma esfera com um raio de 6371 km (3960 milhas), a superfície da água em um copo de 10 cm de largura terá uma protuberância de 0,00000002 cm como resultado da gravidade, excluindo outros efeitos como a tensão superficial. Continue lendo “Um copo de água”

Correções de grade – Como a figura esférica da Terra afeta o particionamento de terras

Alguns países decidiram dividir seus territórios em uma grade retangular ou quadrada. Mas a Terra é esférica e não é possível dividir uma superfície esférica em uma grade retangular perfeita, mantendo os ângulos, distâncias e áreas perfeitas.

Para resolver esse problema, os agrimensores implementaram correções de grade. A cada certa distância, partes da grade são afastadas uma da outra. Portanto, uma área igual em cada divisão é mantida o máximo possível, abrindo uma grade totalmente alinhada. Continue lendo “Correções de grade – Como a figura esférica da Terra afeta o particionamento de terras”

Nivelamento

Nivelamento é o processo de determinar a elevação de um ponto em relação a outro ponto. A curvatura da Terra e a refração atmosférica afetam o resultado do nivelamento. Existem técnicas e fórmulas para corrigir o efeito da curvatura da Terra e da refração atmosférica.

Os Terraplanistas assumem que obras de construção como estradas, pontes, ferrovias etc. são construídas sem levar em conta a curvatura da Terra. Mas eles estão enganados. O nivelamento desses trabalhos é feito de forma a minimizar os erros devido à curvatura da Terra e à refração atmosférica. Continue lendo “Nivelamento”

Pôr do sol nas montanhas

Featured Video Play Icon

Durante o pôr do sol, os picos das montanhas perdem a luz do sol mais tarde do que as áreas ao seu redor. De um observador observando uma montanha, uma sombra pode aparecer ascendendo da base ao pico. Por outro lado, durante o nascer do sol, os picos das montanhas recebem luz do sol antes das áreas ao seu redor e uma sombra pode aparecer descendo do pico até a base.

Este fenômeno ocorre porque a Terra é esférica. À medida que a altitude aumenta, as horas de luz do dia se tornam mais longas. Faz o sol nascer mais cedo e se pôr depois. Continue lendo “Pôr do sol nas montanhas”

Canal de Suez

O Canal de Suez é uma via navegável que liga o Mar Mediterrâneo ao Mar Vermelho. O nível da água nos dois mares é praticamente o mesmo, e o Canal de Suez não possui sistema de eclusas.

Os Terraplanistas afirmam que o Canal de Suez foi construído sem levar em conta a curvatura. Eles disseram que se a Terra fosse esférica, o meio do canal deveria ter 1666 pés de profundidade. Isso é apenas um equívoco. A superfície da água é equipotencial. Tem aproximadamente a mesma distância do centro de gravidade da Terra. Não é necessário cavar 1666 pés no meio do canal de Suez. Os engenheiros só precisam garantir que a base do canal esteja abaixo do nível do mar para que a água do mar flua. Continue lendo “Canal de Suez”

Albert Michelson em “Michelson e a velocidade da luz”

Em 1881, Albert A. Michelson realizou um experimento na tentativa de provar a existência do éter. O éter era um material hipotético que preenche a região do universo. Os cientistas sabiam que a luz é uma forma de onda e, como todas as outras ondas exigem um meio para se propagar, eles formularam a hipótese do éter, na qual a luz pode se propagar. No entanto, o experimento de Michelson produziu um efeito zero.

Em 1960, Bernard Jaffe escreveu a biografia de Michelson no livro “Michelson e a Velocidade da Luz”. Os Terraplanistas citaram um parágrafo isolado do livro fora do contexto pretendido, e apresentam-o como se Michelson provasse que a Terra é estacionária. Continue lendo “Albert Michelson em “Michelson e a velocidade da luz””

Voo antipodal: Xangai – Buenos Aires

Featured Video Play Icon

Xangai na China e Buenos Aires na Argentina são um par quase antipodal. Ambos estão localizados nos pontos diametralmente opostos um do outro na superfície da Terra. Portanto, podemos voar de Buenos Aires em qualquer direção e chegar a Xangai depois de percorrer uma distância aproximadamente semelhante, independentemente do curso.

Qualquer vôo entre um par antipodal tem uma duração semelhante, mesmo que os diferentes vôos tenham direções diferentes. Este fato é apenas consistente com a Terra esférica e não pode ser explicado se a Terra for plana. Continue lendo “Voo antipodal: Xangai – Buenos Aires”

Salar de Uyuni e outros salares

Um salar é uma extensão plana de solo coberto com sal e outros minerais. O Salar de Uyuni, na Bolívia, é o maior salar do mundo. os salares são visivelmente muito planos, mas como todas as outras características da geologia, todas seguem a curvatura da Terra.

Terraplanistas tomam a planura do Salar de Uyuni e outras salinas como ‘evidências’ de uma Terra plana. Mas eles estão enganados. Enquanto a maioria dos salares parecem planos, eles ainda se curvam gradualmente e seguem a curvatura da Terra. Continue lendo “Salar de Uyuni e outros salares”

Neil deGrasse Tyson e sua analogia “em forma de pêra”

Featured Video Play Icon

Em um talk show, Neil deGrasse Tyson deu uma explicação sobre a figura da Terra. Ele disse ao público que a Terra é praticamente redonda, mas está um pouco mais longe do centro, perto do equador, em comparação com os pólos. E isso nas partes do sul, é um pouco mais longe do centro do que em suas regiões do norte. Para ilustrar o fato, Neil usou a analogia “em forma de pêra”.

Os terraplanistas realmente adoram ridicularizar a analogia da “forma de pêra”. Mas eles estão enganados. Se eles assistirem a todo o vídeo inalterado, eles descobrirão que Neil explicou o fato com muita clareza. Continue lendo “Neil deGrasse Tyson e sua analogia “em forma de pêra””

Geocentrismo: Incompatível com o Modelo da Terra Plana

Featured Video Play Icon

Geocentrismo é uma descrição substituída do universo com a Terra no centro. Sob o geocentrismo, corpos celestes todos orbitavam a Terra. O geocentrismo foi o modelo aceito do Universo por aproximadamente 18 séculos; antes de sabermos que a Terra orbita o Sol – ou o que chamamos de heliocentrismo.

Muitas vezes podemos ver Terraplanistas usando os argumentos do geocentrismo como se ele provasse o modelo da Terra plana. Mas eles estão errados. Sob o geocentrismo, a Terra é uma esfera, localizada no centro do universo. Não é compatível com o modelo da Terra plana, que é uma compreensão ainda mais arcaica do Universo. Continue lendo “Geocentrismo: Incompatível com o Modelo da Terra Plana”

Globo Terrestre

Um globo terrestre é um modelo esférico da Terra com propósitos semelhantes aos mapas, mas, ao contrário dos mapas, não tem distorções, exceto para reduzi-lo. Os gregos do século III aC já sabiam que a Terra era esférica e o primeiro globo surgiu daquele período.

Continue lendo “Globo Terrestre”

A experiência da água e a bola

A gravidade é a atração entre objetos massivos. Isso quer dizer que quanto maior a massa, maior é a atração gravitacional. A gravidade não se resulta do formato do corpo ou objeto.

Terraplanistas amam realizar o “experimento da água na bola”. Eles jogam água em uma bola e observam que a água não gruda na bola da mesma forma que a água do oceano se curva sobre a superfície da Terra. Eles erroneamente concluiriam que “a gravidade não existe”. Mas a gravidade não tem nada haver com o formato esférico do objeto. Continue lendo “A experiência da água e a bola”