Sombras nas nuvens

Antes do nascer do Sol ou depois do pôr do Sol, o Sol está abaixo do horizonte e não é diretamente visível. Mas o céu e as nuvens acima são iluminados porque estão bem acima, e a luz do Sol pode alcançá-los.

Se há uma montanha entre o Sol e as nuvens, o Sol pode iluminar a montanha e projetar sua sombra sobre as nuvens. O modelo da Terra plana assume que o Sol está sempre bem acima, e assim, esse fenômeno não pode ocorrer em uma Terra plana. Continuar a ler “Sombras nas nuvens”

Caminho do sol

No hemisfério norte, o Sol parece se mover para a direita. No hemisfério sul, parece mover-se para a esquerda. Durante o nascer e o pôr do sol, o caminho do Sol forma um ângulo que corresponde aproximadamente à latitude do observador. Esse fenômeno ocorre porque os observadores nos diferentes locais da superfície da Terra não estão no mesmo plano. Continuar a ler “Caminho do sol”

O efeito Starburst não é evidência de CGI

Na fotografia, o efeito starburst dá a ilusão de fontes de luz fortes em uma imagem. O efeito acontece quando a abertura da lente não é um círculo perfeito e fica mais pronunciada sob uma abertura mais estreita.

Terraplanistas frequentemente se vêem à procura de qualquer peculiaridade – não importa quão pequena ou inacreditável – para tentar “refutar” qualquer imagem que considerem inaceitável para suas causas equivocadas. Uma dessas peculiaridades é o efeito starburst. Continuar a ler “O efeito Starburst não é evidência de CGI”

Visibilidade do Sol em uma Terra Plana

Se a Terra fosse plana, então o Sol teria que ser visível acima do horizonte o tempo todo, de todos os lugares da Terra. Mas isso não ocorre, e o simples fato deveria ter sido suficiente para excluir qualquer possibilidade de uma Terra plana.

Mas, em vez disso, os Terraplanistas criaram várias cadeias complicadas de hipóteses ad-hoc e as apresentaram como “explicações” para evitar que o modelo da Terra plana seja falso. Nenhuma das “explicações” é comprovada nem corresponde ao modo como o mundo funciona. Continuar a ler “Visibilidade do Sol em uma Terra Plana”

Viés de confirmação

Os seres humanos têm vieses cognitivos que podem afetar nossos argumentos. Um desses vieses cognitivos é o viés de confirmação. Devido ao viés de confirmação, tendemos a buscar as informações que confirmam nossas crenças pré-existentes.

O viés de confirmação é um fato, e todos os humanos o têm. O viés de confirmação pode resultar em diferentes opiniões subjetivas de um assunto diferente. Uma característica de qualquer pseudociência – como o conceito de Terra plana – é que eles não tentam minimizar o viés de confirmação, mas na verdade o encorajam. Continuar a ler “Viés de confirmação”

O tamanho aparente do sol

O tamanho aparente do Sol é praticamente constante ao longo do dia. Isso só pode acontecer se o Sol estiver praticamente à mesma distância durante o dia.

No modelo da Terra plana, o Sol está próximo da superfície, a uma distância de cerca de 5000 km (3500 milhas). Supõe-se que o Sol esteja se movendo em círculo e completa o movimento circulante uma vez por dia. Esse fato deve fazer com que o tamanho aparente do Sol mude durante o dia. Mas não é isso que acontece. O tamanho aparente constante do Sol é uma evidência de que o modelo da Terra plana está errado e que o Sol está muito longe. Continuar a ler “O tamanho aparente do sol”

Perspectiva

Um dos principais buracos no modelo da Terra plana é o movimento aparente do Sol. O sol nasce e se põe uma vez ao dia. Mas se a Terra fosse plana, então o nascer e o pôr-do-sol nunca deveriam acontecer, e o Sol seria visível o tempo todo, de qualquer lugar da Terra. A fim de “tapar o buraco” e “explicar” esse problema, eles inventaram uma hipótese ad-hoc de que o Sol não é visto o tempo todo por causa da perspectiva.

O pretexto é que um objeto aparece mais perto do horizonte à medida que se afasta do observador. Eles extrapolaram esse fato e assumem de maneira errada de que, se ele prosseguir com a sua rota, então, eventualmente, ele parecerá ir cruzando a linha do horizonte e não será mais visível. Continuar a ler “Perspectiva”

Aumentar o zoom não revelará mais que um objeto distante

Dar zoom usando uma câmera apenas amplia a parte central da imagem. Alterar o zoom não altera a posição de um objeto em relação a outro objeto ou a câmera. Não revelará mais de um objeto distante.

Terraplanistas muitas vezes afirmam que o zoom irá revelar objetos distantes que estão “supostamente” por trás da curvatura. Eles estão errados. Se o objeto estiver realmente atrás da curvatura, nenhuma quantidade de zoom poderá trazer o objeto de volta à vista. Continuar a ler “Aumentar o zoom não revelará mais que um objeto distante”

O pôr do sol em Burj Khalifa

Com uma altura de cerca de 830m, o Burj Khalifa é o edifício mais alto do mundo. É tão alto que podemos observar o pôr do sol na base do prédio, depois ir para os andares superiores e ver o mesmo pôr do sol novamente pela segunda vez no mesmo dia.

Esse fenômeno só pode acontecer se a Terra for uma esfera. Em uma posição mais alta, observaremos o pôr do sol mais tarde do que quando estamos mais perto do chão. Continuar a ler “O pôr do sol em Burj Khalifa”