O tamanho aparente do sol

O tamanho aparente do Sol é praticamente constante ao longo do dia. Isso só pode acontecer se o Sol estiver praticamente à mesma distância durante o dia.

No modelo da Terra plana, o Sol está próximo da superfície, a uma distância de cerca de 5000 km (3500 milhas). Supõe-se que o Sol esteja se movendo em círculo e completa o movimento circulante uma vez por dia. Esse fato deve fazer com que o tamanho aparente do Sol mude durante o dia. Mas não é isso que acontece. O tamanho aparente constante do Sol é uma evidência de que o modelo da Terra plana está errado e que o Sol está muito longe. Continuar a ler “O tamanho aparente do sol”

A variação de tamanho dos continentes em imagens da Terra tiradas a partir do espaço

A quantidade de superfície da Terra que podemos ver de uma só vez a partir de um local no espaço depende da nossa distância de visão. Quanto mais próximo o observador, menor a quantidade de superfície visível da Terra. Por outro lado, quanto mais longe o observador, maior a quantidade de superfície da Terra visível. Mas não importa quão longe o observador, eles não seriam capazes de ver o hemisfério inteiro.

Os Terraplanistas descobriram que existem diferenças nos tamanhos dos continentes nas diferentes imagens da Terra e usaram o fato como “evidência” de que as fotos são fakes. Estão errados. Tais diferenças nos tamanhos dos continentes existem porque as imagens mostram a Terra de diferentes distâncias e diferentes campos de visão. Continuar a ler “A variação de tamanho dos continentes em imagens da Terra tiradas a partir do espaço”

Perspectiva

Um dos principais buracos no modelo da Terra plana é o movimento aparente do Sol. O sol nasce e se põe uma vez ao dia. Mas se a Terra fosse plana, então o nascer e o pôr-do-sol nunca deveriam acontecer, e o Sol seria visível o tempo todo, de qualquer lugar da Terra. A fim de “tapar o buraco” e “explicar” esse problema, eles inventaram uma hipótese ad-hoc de que o Sol não é visto o tempo todo por causa da perspectiva.

O pretexto é que um objeto aparece mais perto do horizonte à medida que se afasta do observador. Eles extrapolaram esse fato e assumem de maneira errada de que, se ele prosseguir com a sua rota, então, eventualmente, ele parecerá ir cruzando a linha do horizonte e não será mais visível. Continuar a ler “Perspectiva”

Raios crepusculares

Alguns Terraplanistas consideram os raios crepusculares como prova de que o Sol não está longe. Na sua opinião, o Sol está a cerca de ± 5000 km acima de nós. Na realidade, a distância real do Sol é de ± 150 milhões de km.

Os raios crepusculares são um efeito de perspectiva. Os raios do sol são praticamente paralelos. Eles parecem divergentes por causa da ilusão da perspectiva. Assim como ferrovias que parecem convergir para um ponto, quando na verdade sabemos com certeza que elas são paralelas. A ilusão de raios solares divergentes acontece provavelmente porque nunca os vimos de um ponto de vista diferente, ao contrário dos trilhos de trem. Continuar a ler “Raios crepusculares”

Linhas de Transmissão de Energia no Lago Pontchartrain: Evidências da Curvatura da Terra

Lago Pontchartrain é um lago em Louisiana, Estados Unidos. Lá existem linhas de transmissão de energia de cerca de 24,27 km (15 milhas) através deste lago. Eles são praticamente retos e cada torre é uniforme e tem a mesma altura, tornando essas torres ideais para observar a curvatura da Terra.

Eles foram popularizados pela primeira vez por Soundly que apresentou evidências da curvatura da Terra usando uma série de fotos e vídeos das linhas de energia em junho de 2017. A partir de agora, as torres e outros objetos no lago são provavelmente o ponto turístico mais popular para se observar curvatura da Terra no mundo. Continuar a ler “Linhas de Transmissão de Energia no Lago Pontchartrain: Evidências da Curvatura da Terra”