Falta de movimento em fotos da Terra

A superfície da Terra perto do equador está se movendo a uma velocidade de cerca de 1670 km/h devido à rotação da Terra. Para tirar uma foto nítida da Terra com a resolução de 10000×10000 a partir de uma posição estacionária no espaço, seria necessária a velocidade do obturador mais rápida que 2,7 segundos. Não é difícil tirar uma foto nítida de toda a Terra sem um borrão de movimento perceptível.

Os Terraplanistas afirmam que seria impossível tirar uma imagem nítida da Terra do espaço devido à velocidade de rotação da Terra. Para eles, o fato de um fotógrafo não poder tirar uma foto nítida de um carro de corrida em alta velocidade do lado de fora (na verdade eles podem) diz que deve ser impossível tirar uma foto nítida da Terra se movendo 10 vezes a velocidade. Continue lendo “Falta de movimento em fotos da Terra”

Clatera Tycho

A Cratera Tycho é uma cratera na Lua com o diâmetro de 85 km (53 milhas). É pequena demais para ser reconhecida a olho nu. No entanto, encontra-se em uma região montanosa de cores vivas que pode ser confundida com a própria cratera. A cratera também possui um extenso sistema de raios, que era dos materiais ejetados quando a cratera foi formada.

Os Terraplanistas afirmam que a visibilidade da Cratera Tycho prova que a Lua não está tão longe. Mas eles estão ernganados. Não podemos ver a Cratera Tycho a olho nu. O que é visível é a região montanhosa em que ela se encontra ou o seu extenso sistema de raios. Continue lendo “Clatera Tycho”

Aproximando o zoom no sol poente

Featured Video Play Icon

O zoom da câmera funciona ampliando a parte central da imagem, ou em outras palavras, tornando seu campo de visão mais estreito. Aumentar o zoom no sol poente não revelará mais sol e apenas aumentará o tamanho do sol na imagem resultante.

Os Terraplanistas afirmam que aproximar-se de um sol poente revelará o sol inteiro e, de alguma forma, levantá-lo da água. Mas eles estão enganados. Eles simplesmente usaram as configurações de exposição incorretas. Na realidade, o zoom no sol poente nunca revelará o sol que já está obstruído pela curvatura da Terra. Continue lendo “Aproximando o zoom no sol poente”

Isso são ruídos na imagem, não são estrelas, e a lua não é transparente

Em algumas fotografias da Lua, existem pontos brilhantes na parte escura da Lua. Alguns Terraplanistas acham que eles são ‘estrelas’, e a Lua é realmente transparente.

Estes são, de fato, ruído na imagem, não estrelas.

Muitas vezes, há ruído perceptível nas imagens tiradas por uma câmera. Isso geralmente ocorre devido a configurações de alta sensibilidade (ISO), exposição longa ou cenas escuras. Continue lendo “Isso são ruídos na imagem, não são estrelas, e a lua não é transparente”

Um reflexo na lente, não um corpo celestial misterioso

Uma fotografia de um objeto não tem necessariamente a mesma aparência que o objeto real. Existem várias imperfeições ópticas, impossíveis de serem evitadas pelo projetista do sistema óptico e pelo fotógrafo que está tirando a foto. Uma dessas imperfeições causa reflexo na lente.

Alguns Terraplanistas notaram a existência de um “misterioso corpo celeste” ao lado de fotografias do Sol ou da Lua. Eles usariam esses avistamentos para “explicar” vários fenômenos celestes que não podem ser facilmente explicados no modelo da Terra plana, como eclipses. Mas eles estão enganados. O “misterioso corpo celeste” era apenas um reflexo na lente. Continue lendo “Um reflexo na lente, não um corpo celestial misterioso”

Fotos reais da terra

A primeira foto mostrando toda a Terra foi tirada em 1966 pela sonda Lunar Orbiter 1. Desde então, há muitas fotos mostrando a Terra inteira tirada de várias missões no espaço.

O advento dos computadores nos anos 80 introduziu uma nova técnica para gerar essas imagens. Um satélite pode ser usado para tirar muitas fotos da Terra a partir de uma órbita baixa, e computadores podem ser usados ​​para montar essas fotos em uma única foto da Terra. Continue lendo “Fotos reais da terra”

FotoForensics e análise de nível de erro (ELA)

Uma ferramenta online de análise forense de fotos digitais como FotoForensics.com usa a Análise de nível de erro (ELA) para descobrir as diferenças de nível de erro em uma fotografia que foi salva usando um algoritmo de compactação com perdas, como JPEG. O algoritmo ELA permite determinar se uma foto foi modificada digitalmente. Superfícies semelhantes e arestas semelhantes devem parecer semelhantes no ELA. Caso contrário, isso pode indicar uma manipulação digital.

Os Terraplanistas gostam de usar o ELA para ‘provar’ que uma foto foi adulterada. Isso ocorre porque eles não entendem como o ELA funciona. A maioria deles parece supor que, se a imagem fosse original, ela mostraria um ELA uniforme. Usando essa ‘habilidade’ forense digital, podemos realmente ‘provar’ todas as fotos digitais como falsas. Continue lendo “FotoForensics e análise de nível de erro (ELA)”

Observando a curvatura da Terra perto da superfície

Observar a curvatura da Terra é mais difícil quando estamos muito perto da superfície da Terra. O lugar mais alto ao alcance do público em geral é um voo comercial de passageiros. Mesmo assim, ainda é difícil discernir casualmente a curvatura da Terra de um avião. Com algum esforço, é possível observar a curvatura da Terra a partir de um local mais próximo da superfície, desde que estejamos dispostos a fazer algum planejamento e observação cuidadosa.

Encontre um local a cerca de 120-200 m (400-700 pés) acima do nível do mar, com uma vista clara e desobstruída para o oceano. Exemplo: um prédio próximo a um oceano; ou uma colina / falésia com vista para o mar. Continue lendo “Observando a curvatura da Terra perto da superfície”

Encaixe de curvatura

A quantidade de curvatura que aparece em uma fotografia de uma esfera depende de 1. O raio da esfera, 2. Distância da câmera na esfera, 3. Campo de visão da câmera e 4. A característica de distorção da câmera usada .

O “encaixar uma curvatura em outra” tem sido o passatempo favorito dos Terraplanistas. Eles tentariam encaixar uma fotografia da curvatura da Terra com outra. Se eles acharem que o resultado não está proporcionalmente correto, eles vão se divertir com isso. Mas eles na verdade estão errados. Duas fotos diferentes de uma esfera podem ser tiradas de maneira diferente e mostrariam uma curva diferente, mesmo que o objeto fotografado seja o mesmo objeto. Continue lendo “Encaixe de curvatura”

A quantidade de curvatura que aparece nas fotografias do horizonte

A quantidade de curvatura do horizonte que aparece em uma fotografia do horizonte depende de vários fatores:

  1. A altitude do observador.
  2. O campo de visão da câmera.
  3. Distorções da lente da câmera.

Alguns Terraplanistas acreditam que devemos ver a mesma quantidade de curvatura da Terra em qualquer altitude. E quando eles vêem que a quantidade diferente de curvatura na imagem não foi como esperado, eles erroneamente a tomaram como “prova” de algum tipo de má conduta. Continue lendo “A quantidade de curvatura que aparece nas fotografias do horizonte”

Bokeh

Na fotografia, bokeh é o modo como uma lente de câmera produz pontos de luz fora de foco. A forma do bokeh depende da lente da câmera mais do que os próprios objetos fora de foco.

Alguns Terraplanistas não sabem como tirar fotos corretamente focalizadas de planetas e estrelas distantes devido à falta de conhecimento e à inadequação de sua câmera para esse propósito. Tudo o que eles estão obtendo são bokeh, o que não nos diz muito sobre os objetos pretendidos. Continue lendo “Bokeh”

Como “provar” que uma bola de basquete (ou qualquer objeto esférico) é plana

Se fossemos ampliar a superfície de qualquer objeto esférico com ampliação suficientemente grande, então, em algum momento, ele pareceria plano. Isso pode ser facilmente demonstrado usando uma lente macro como o Redditor ‘Useless-Pickles’ fez. Ele ampliou a superfície de uma bola de basquete usando uma lente macro extrema como uma demonstração filosófica. Continue lendo “Como “provar” que uma bola de basquete (ou qualquer objeto esférico) é plana”

A falta de estrelas nas fotos tiradas do espaço

Em muitas fotos tiradas do espaço, as estrelas não são visíveis, mesmo com um céu escuro. A razão é que as estrelas são muito fracas em comparação com o objeto primário nas fotos. Se a câmera estiver configurada para tirar uma imagem exposta corretamente de um objeto que seja muito mais brilhante do que as estrelas, as estrelas não serão visíveis na imagem. A mesma coisa aconteceria em qualquer lugar, no espaço ou na superfície da Terra.

Terraplanistas muitas vezes tomam a falta de estrelas como falsidade. Eles obviamente estão errados. Isto é simplesmente uma limitação de qualquer câmera. Continue lendo “A falta de estrelas nas fotos tiradas do espaço”

Filtro solar

Featured Video Play Icon

Um filtro solar é utilizado para reduzir a intensidade da luz solar e permitir que uma câmera capture a imagem do sol com a exposição correta, mesmo sob luz do dia. Sem um filtro solar, a luz solar pode ser muito brilhante para ser capturado por uma câmera.

Alguns Terraplanistas observaram o sol usando uma câmera sem filtro solar. Como resultado, em algumas de suas imagens, o sol parece muito maior devido ao fato da câmera não conseguir distinguir o sol do seu brilho. Continue lendo “Filtro solar”

Observando a ISS através dos seus trânsitos

Os Terraplanistas negam a existência de satélites. Mas, estão errados. Para provar a existência de satélites, podemos tentar tirar fotos da ISS quando um trânsito da ISS acontece, ou quando a ISS passa em frente ao Sol ou a Lua.

Praticamente todos os satélites são pequenos e estão muito distantes. Tentar ver um satélite é como tentar encontrar um carro em São Paulo quando estamos acima de Ribeirão Preto. No entanto, o ISS é um satélite relativamente grande: é tão grande quanto um campo de futebol. A ISS é grande o suficiente e perto o suficiente para que possamos ver seus detalhes usando um telescópio ou uma câmera com zoom alto, como a P900. Continue lendo “Observando a ISS através dos seus trânsitos”

O efeito Starburst não é evidência de CGI

Na fotografia, o efeito starburst dá a ilusão de fontes de luz fortes em uma imagem. O efeito acontece quando a abertura da lente não é um círculo perfeito e fica mais pronunciada sob uma abertura mais estreita.

Terraplanistas frequentemente se vêem à procura de qualquer peculiaridade – não importa quão pequena ou inacreditável – para tentar “refutar” qualquer imagem que considerem inaceitável para suas causas equivocadas. Uma dessas peculiaridades é o efeito starburst. Continue lendo “O efeito Starburst não é evidência de CGI”

Analema

Um analema é uma fotografia ou diagrama mostrando a posição do Sol no céu, visto de uma localização fixa na Terra no mesmo tempo solar médio, quando essa posição varia ao longo de um ano. O diagrama será semelhante ao da figura 8.

O componente norte-sul do analema resulta da mudança na declinação do Sol devido à inclinação do eixo de rotação da Terra. O componente leste-oeste resulta da taxa não uniforme de mudança da ascensão reta do Sol, controlada pelos efeitos combinados da inclinação axial da Terra e da excentricidade orbital. Continue lendo “Analema”

A variação de tamanho dos continentes em imagens da Terra tiradas a partir do espaço

A quantidade de superfície da Terra que podemos ver de uma só vez a partir de um local no espaço depende da nossa distância de visão. Quanto mais próximo o observador, menor a quantidade de superfície visível da Terra. Por outro lado, quanto mais longe o observador, maior a quantidade de superfície da Terra visível. Mas não importa quão longe o observador, eles não seriam capazes de ver o hemisfério inteiro.

Os Terraplanistas descobriram que existem diferenças nos tamanhos dos continentes nas diferentes imagens da Terra e usaram o fato como “evidência” de que as fotos são fakes. Mas ele estão enganados. Tais diferenças nos tamanhos dos continentes existem porque as imagens mostram a Terra de diferentes distâncias e diferentes campos de visão. Continue lendo “A variação de tamanho dos continentes em imagens da Terra tiradas a partir do espaço”

Luz cinérea prova que a lua realmente obscurece o sol durante um eclipse solar total

Durante um eclipse solar total, a Lua entre a Terra e o Sol. Assim, o lado visível da lua não recebe nenhuma luz solar. Mas enquanto está escuro, ainda recebe luz refletida pela superfície da Terra. Este fenômeno é chamado de Luz cinérea.

Alguns Terraplanistas argumentam que um eclipse solar não é causado pelo bloqueio do Sol pela Lua, mas por um misterioso corpo celeste. A razão é que os eclipses são incompatíveis com suas crenças sobre o movimento do Sol e da Lua. Continue lendo “Luz cinérea prova que a lua realmente obscurece o sol durante um eclipse solar total”