Observando a ISS através dos seus trânsitos

Os Terraplanistas negam a existência de satélites. Mas, estão errados. Para provar a existência de satélites, podemos tentar tirar fotos da ISS quando um trânsito da ISS acontece, ou quando a ISS passa em frente ao Sol ou a Lua.

Praticamente todos os satélites são pequenos e estão muito distantes. Tentar ver um satélite é como tentar encontrar um carro em São Paulo quando estamos acima de Ribeirão Preto. No entanto, o ISS é um satélite relativamente grande: é tão grande quanto um campo de futebol. A ISS é grande o suficiente e perto o suficiente para que possamos ver seus detalhes usando um telescópio ou uma câmera com zoom alto, como a P900.

Existe outro problema. A ISS está se movendo pelo céu em uma velocidade muito alta. Mesmo se tivermos uma câmera com zoom alto, a ISS seria muito rápida para  obtermos uma imagem decente.

Uma solução para o problema é observar o ISS quando ela passa na frente do Sol ou da Lua. O Sol e a Lua estão se movendo relativamente devagar, e não teríamos nenhum problema em localizá-la, mesmo sem equipamento especializado. A ISS se move muito rápido pelo Sol ou pela Lua. Na maioria dos casos, um trânsito da ISS acontece menos de dois segundos. Isso requer um planejamento cuidadoso para tirar fotos dos trânsitos da ISS.

Para descobrir quando um trânsito da ISS acontece em uma área especifica, podemos usar serviços como o: trânsito – finder . com

O trânsito da ISS é uma maneira relativamente fácil de provar que ISS e satélites existem, mostrando mais uma vez que os Terraplanistas estão errados.

Referências